Home Office e cuidado com os olhos

Home Office e cuidado com os olhos

Com a ocorrência da pandemia da COVID-19, muitas pessoas passaram a trabalhar em casa, a fim de não se exporem ao vírus, estimuladas, muitas vezes, pela própria empresa onde trabalham. È o conhecido “Home Office”. Quase invariavelmente, o computador e o telefone celular passaram a ser o instrumento principal para esse trabalho, gerando em relação à saúde alguns problemas médicos e oculares que, embora já fossem conhecidos, aumentaram muito a sua incidência.

O trabalho em casa exige muita disciplina e organização, para as quais muitas pessoas não estavam preparadas ou treinadas. Também exige muita concentração e o fato de a pessoa estar dividindo o mesmo espaço com a família pode atrapalhar um pouco. Como a pessoa não está em um ambiente “controlado”, isto é, na sua empresa onde os horários são controlados por um relógio-ponto ou um supervisor, ela facilmente extrapola as horas que normalmente trabalhava antes da pandemia.  

Os sintomas

O uso excessivo de computadores e celulares pode provocar muito sintomas nos olhos e no corpo em geral, a ponto de muitos médicos falarem de uma nova síndrome (conjunto de sinais e sintomas específicos de uma doença), chamada “Síndrome do uso excessivo do computador”. Entretanto, ao contrário do que diz a crença popular, nenhuma lesão grave acontece nos olhos com o uso do computador ou celular. Mas alguns sintomas específicos podem ocorrer e podem ser tratados.

Especificamente em relação aos sintomas oculares podemos citar os seguintes:

– Olhos irritados e vermelhos: a pessoa sente desconforto nos olhos (coceira ou ardência) e observa uma vermelhidão nos mesmos. Em geral, esses sinais desaparecem após vários minutos quando a pessoa se afasta do computador/celular e descansa. A persistência desses sinais levanta a suspeita de outra doença ocular, como por exemplo, uma conjuntivite viral ou bacteriana.

– Sensação de olhos secos: a sensação de “areia”, ardência e de ressecamento nos olhos é outro sintoma da síndrome. Está relacionado ao fato de a pessoa ficar muito concentrada no trabalho para perto e reduzir a frequência com que pisca. A lágrima consiste em uma fina película composta de mais de 90% de água que cobre os olhos e os mantém úmidos, mas após certo tempo com os olhos abertos ela evapora e os olhos começam a secar. Os olhos dependem do ato de piscar para espalhar a lágrima sobre a sua superfície e se não piscamos com a frequência necessária, o ressecamento causa irritação.

– Cansaço visual: uma sensação de “peso” nos olhos ou cansaço são outros sintomas da síndrome do uso excessivo do computador. Como no caso dos sintomas acima, em geral desaparece com o repouso ou após dormir.

– Sensibilidade à luz: é outro sintoma relacionado à síndrome e ocorre por irritação da córnea pelo ressecamento.

– Dificuldade de focalizar a tela ou objetos ao seu redor (redução da visão): Esse sintoma pode aparecer após horas de trabalho em frente ao computador, tipicamente à tarde. Pode ser causado por um pequeno grau (astigmatismo ou hipermetropia) o qual em situações de pouco uso da visão não causaria problemas, mas que com o uso excessivo passam a se manifestar e provocar os sintomas. Outra causa de redução da visão é o fenômeno chamado espasmo acomodativo. Nesse caso, o grande esforço visual para perto provoca a contratura de um pequeno músculo (o músculo ciliar) ligado ao cristalino e que é responsável pela capacidade do olho de focalizar objetos próximos (incluído o monitor do computador). Nesse caso, a redução da visão para longe pode ser muito grande e pode vir acompanhada de dor profunda nos olhos. A visão melhora após várias horas de repouso ou sono.

– Dor de cabeça: a dor de cabeça (cefaleia) é outro sintoma típico do esforço visual. Em geral, a dor atinge a testa ou a região temporal (parte da cabeça entre os olhos e as orelhas). Como no caso da perda visual comentada acima, esse sintoma pode aparecer após horas de trabalho, geralmente à tarde e melhora com o repouso.

Sintomas gerais

Alguns sintomas não relacionados aos olhos podem ser observados com o uso excessivo de computadores e celulares:

– Irritabilidade: pode estar relacionado tanto ao tempo excessivo em frente ao computador quanto às cobranças da empresa relacionadas à produtividade e aos prazos na entrega dos trabalhos.

– Dor no pescoço ou nas costas: esses sintomas estão relacionados à postura que a pessoa tem em frente ao computador. Uma cadeira desconfortável, sem apoios para os braços ou com encosto mal dimensionado pode gerar dores musculares. Um monitor muito acima da linha de visão (acima dos olhos), pode exigir que a cabeça seja mantida levantada provocando dor na coluna cervical. Ao contrário, o uso do celular muito abaixo dos olhos obriga a pessoa a baixar a cabeça exigindo esforço excessivo dos músculos do pescoço com consequente dor cervical.

– Insônia: recentemente descobriu-se que o uso constante ou excessivo de telas de LCD, incluindo a dos telefones celulares, provocam insônia. Supõe-se que isso ocorra devido ao predomínio de comprimento de onda da luz azul nesses monitores.

Então, o que fazer?

Já que o Home Office provavelmente veio para ficar na vida de muitas pessoas, devemos tomar algumas providências para minimizar ou evitar os problemas de saúde que podem se causados por ele.

1) Planeje-se e organize-se:

– Estabeleça um horário de trabalho e um cronograma com horários para cada tarefa.

– Faça pausas regulares. Recomenda-se que a cada 40 minutos, em média, seja feito um intervalo de 10 a 15 minutos no qual você deve sair da frente do computador. Vá tomar um café ou realizar um exercício de alongamento. Isso reduzirá o estresse. Recomenda-se, ainda, que você olhe para longe, para o horizonte através de uma janela. Isso reduz o cansaço visual. Outra dica para descansar os olhos consiste em ocluir os mesmo com as palmas das mãos mantendo-os no escuro por 10 a 20 segundos. Isso pode ser feito sem você sair da sua cadeira.

– Escolha um local de trabalho longe do quarto de dormir e sem televisão, se possível. Isso permitirá uma maior concentração.

– Defina as tarefas conforme seu grau de importância e prazos. Estabeleça as tarefas prioritárias para que você possa encerrar cada uma no prazo.

– Tente acordar e iniciar os trabalhos próximo ao horário que você já se levantava para ir trabalhar. Também evite ultrapassar o horário no qual você encerrava as atividades na empresa antes do Home Office. Isso reduzirá o estresse e aumentará a produtividade.

– Trabalhar em casa pode abalar as relações familiares. Faça um acordo com a sua esposa e principalmente com seus filhos. Faça-os entender que você precisa daqueles horários a sós para trabalhar sem interrupção.

– Enquanto estiver trabalhando evite a televisão, o Instagram, o Facebook, etc. A menos que sejam necessários para o seu trabalho, essas distrações apenas tirarão o seu foco das tarefas.

2) Em relação aos seus olhos, os seguintes cuidados devem ser tomados:

Comece pelo seu monitor! Algumas medidas em relação ao monitor devem ser tomadas. A distância na qual você está do monitor influencia no cansaço visual. Para monitores de 14 ou 15 polegadas, recomenda-se uma distância de 60 centímetros, em média, em relação aos olhos. Monitores maiores podem exigir uma distância um pouco maior para melhorar o campo visual. Quanto maior a resolução da tela, menos cansaço visual você terá, por isso, verifique as configurações do computador. O tamanho da fonte dos documentos lidos pode ser aumentada a fim de reduzir a cansaço. O brilho deve ser reduzido para algo entre 50 e 60%, enquanto o contraste deve ser aumentado para 90% ou mesmo 100%. Isso é especialmente recomendado para celulares. Outro detalhe é colocar o monitor um pouco abaixo da linha de visão de forma que você não precise ter que ficar levantando a cabeça, especialmente se já usa óculos. Evite usar o computador e o celular muito perto da hora de ir para a cama.

Use óculos, mas apenas se necessário! Talvez você tenha um pequeno grau que esteja causando os sintomas e necessite de óculos. Os chamados “óculos para descanso” podem ajudar em casos específicos, mas podem não ser indicados para você. Para quem já usa óculos, o uso de óculos apenas para perto ou meia-distância é preferível aos multifocais já que apresentam, em geral, um campo de visão maior. Ou talvez seu grau tenha aumentado e os seus óculos precisem de uma atualização. Existem óculos específicos para quem trabalha com computador, chamados “ocupacionais”. Eles podem ser uma opção, mas necessitam de uma avaliação com o oftalmologista. Por fim, lentes com filtros especiais para a luz azul tem se mostrado úteis para a redução do cansaço visual e podem ser uma opção para você.

Pisque mais! Sim, é isso mesmo. Como comentamos acima, ao trabalharmos com um computador ou celular, em geral piscamos menos de forma inconsciente, provocando um ressecamento nos olhos. Outra causa de ressecamento é a incidência de correntes de ar de janelas, ventiladores e ar condicionado diretamente nos olhos.

Verifique a iluminação do ambiente. O monitor não deve estar de frente ou de costas para uma janela ou lâmpada. Isso causa ofuscamento e reflexos na tela, aumentando o esforço visual. O ambiente também não deve estar totalmente escuro com apenas o monitor ligado. Isso também aumenta o esforço.

3) Em relação às outras medidas gerais, podemos citar o seguinte:

– A organização e o planejamento são importantes para cumprir os prazos e evitar o estresse de uma tarefa atrasada.

– Mantenha uma postura adequada ao estar sentado, com as costas eretas e apoiadas completamente no encosto da cadeira. Se possível, use uma cadeira com apoio para os braços e um assento confortável.

– Evite o uso do computador ou celular próximo da hora de dormir. Isso causa insônia e reduz a produtividade no dia seguinte.

Conclusão

Se os sintomas da síndrome do uso excessivo do computador não passarem com as recomendações acima, você deve consultar seu oftalmologista. Procure não se automedicar com colírios, pois você pode ter uma verdadeira doença ocular causando os sintomas e as medicações podem mascarar seus sintomas e atrasar o verdadeiro diagnóstico.

Publicado no Portal da Sociedade Brasileira de Oftalmologia – https://www.sboportal.org.br/regulamentos/covid-19-e-uso-excessivo-de-computadores

Se você já sente que sua visão não está boa, procure nossos oftalmologistas.
É fácil agendar a sua consulta aqui no site da iSaúde.